DESCRUZE OS BRAÇOS!


“Ó preguiçoso, até quando ficarás deitado? Quando te levantarás do teu sono? Um pouco para dormir, um pouco para tosquenejar, um pouco para encruzar os braços em repouso, assim sobrevirá a tua pobreza como um ladrão, e a tua necessidade, como um homem armado” (Provérbios 6:9-11).


Estamos chegando ao final da Era da Graça. As profecias de Deus, o aparecimento do anticristo, o arrebatamento dos vitoriosos e a segunda vinda de Cristo estão para acontecer. Por isso, precisamos examinar a nossa vida diante de Deus. Temos de refletir e perguntar-nos: “Temos trabalhado zelosamente para Ele?” Pergunte: “Senhor, Tu estás satisfeito comigo?”


Nós, seres humanos, geralmente somos muito zelosos e fiéis, quando trabalhamos para os homens no secular. Pelo salário que almejamos receber no fim do mês, temos zelo, diligência e disciplina no cumprimento dos horários. E quando trabalhamos para Deus, que nos tirou do inferno e nos deu vida eterna, temos sido produtivos? Ou trabalhamos na hora em que nos dá vontade? Você diria para o seu patrão que não está disposto a trabalhar? Certamente, você não diria isso, pois arriscaria perder o emprego.


Temos, entretanto, de lembrar e de entender que todos os projetos naturais são findáveis, mas que o nosso zelo em relação à Casa de Deus é determinante para o nosso galardão. Em Apocalipse 20:12, está escrito: “E eis que venho sem demora, e comigo está o galardão que tenho para retribuir a cada um segundo as suas obras”. Contudo, ainda temos dúvidas. Ainda não temos certeza, no nosso coração, de que isso é verdade. Mas, mesmo que não acreditemos, assim será.


No tribunal, no dia da parousia, Deus vai olhar para nós e perguntar: “Onde estão as tuas obras?” Nossa função é edificar, mas murmuramos, tratamos os irmãos de forma áspera, falamos mal uns dos outros, não produzimos para Deus e ainda queremos cobrar de Deus as nossas bênçãos. Queremos prosperidade, mas ainda não sabemos perdoar e ainda agimos como juízes e não como servos.


Em Ageu 1:8, está escrito: “Subi ao monte, trazei madeira e edificai a casa; dela me agradarei e serei glorificado, diz o Senhor”. Temos de batalhar pela fé, subir ao monte e edificar a Casa do Senhor. Nosso coração tem de ser transformado e isso exige esforço e dedicação. Temos de edificar-nos e exortar-nos mutuamente. Temos de trabalhar mais para o Senhor do que trabalhamos para nós mesmos. Sejamos zelosos para arrumar nossa vida com Cristo.


📺 Para ver e ouvir essa mensagem, dê o play abaixo:



17 de Dezembro.


Faça essa Oração

"Avivamento"


Pai Celeste, eu Te louvo pela graça que recebi através do Senhor Jesus Cristo. Eu me regozijo na vitória que Tu me forneceste para viver acima do pecado e do fracasso. Eu me apresento diante de Ti em confissão e para implorar a Tua misericórdia sobre os meus próprios pecados, os pecados de outros crentes e os pecados da sociedade.

Nossa sociedade está diante de Ti, merecendo a Tua ira e a Tua justiça. Eu Te confesso o pecado da mornidão, apatia e mundanismo da parte dos crentes. Eu reconheço diante de Ti a perversidade de nossa sociedade e o seu merecimento de juízo.


Eu me coloco em posição de confissão da horrível afronta feita a Ti, que está representada pela epidemia das drogas, do alcoolismo, da podridão moral, do aumento do crime, da falta de caráter moral das lideranças constituídas e comunitárias.


Eu peço perdão e misericórdia pela idolatria do povo, pelo ocultismo que cresce a cada dia em nosso meio e a descarada adoração a satanás.


Senhor, que Tu não julgues nosso povo com fúria e com ira como fizeste com Sodoma, mas que Tu julgues com um poderoso derramamento de convicção de pecado. Que os pecadores gemam sob o peso de sua culpa até que as pessoas gritem como no Pentecostes: “que faremos?”. Eu louvo o Teu santo nome porque tenho medida suficiente de graça através da pessoa e obra do Senhor Jesus Cristo, para atender a este grito.


Eu coloco o sangue da cruz e o poder da ressurreição contra os pecados deprimentes e a rebeldia dos corações dos homens contra Deus, eu confio no Espírito Santo para nos conduzir e preparar e levar todos ao reavivamento.


Eu reconheço que satanás e o reino das trevas, sobre o qual ele reina, conspiraram e armaram planos contra o reavivamento com esforços incansáveis. Satanás edificou o seu reino cuidadosamente para se opor a tudo o que é santo e bom.


Em nome do Senhor Jesus Cristo eu esmago e derrubo todas as fortalezas que satanás levantou para atrapalhar o reavivamento. Eu coloco toda a poderosa vitória da cruz e da ressurreição do Senhor Jesus Cristo diretamente contra os planos de satanás de atrapalhar o reavivamento. Eu derrubo as fortalezas das lealdades religiosas que cegam e amarram a tantos.


Eu derrubo as fortalezas de falta de oração e do relaxamento com a Palavra de Deus. Eu reivindico para o Senhor Jesus Cristo o terreno que satanás está reivindicando como um meio de impedir o reavivamento e afirmo que os planos do diabo foram completamente derrotados através da cruz e da ressurreição de Jesus Cristo. Eu derrubo todos os planos de satanás de desviar o reavivamento quando ele vier.


Eu invoco o Espírito Santo para garantir a sabedoria e o discernimento aos líderes do reavivamento que forem escolhidos por Ti para a liderança. Que este reavivamento pelo qual estou orando seja maior que qualquer outro que tenha havido antes. Que ele sirva de purificação para a Igreja e a prepare para a vinda do nosso Senhor Jesus Cristo. Que ele traga multidões para o Senhor.